Eu sou o amor da sua vida

Eu sou o amor da sua vida

Já que eu não acho o amor da minha vida, fiz que fiz até que chegasse pra mim a informação: eu sou amor da vida de quem? Eu vou até lá, deixa comigo, tomo a iniciativa e resolvo esse problema. Assim a gente pula o itinerário corpóreo das almas que nunca são o amor da vida de quem as abraça. Pois bem: descobri.

Agora que eu sei que o amor da sua vida sou eu, queria que você soubesse que eu tenho arrumado a cama todas as manhãs só porque talvez você seja alguém que eu vou esbarrar a caminho da estação de metrô voltando pra cá. Se for isso, eu me conheço, a gente vai acabar aqui. Por isso, tenho arrumado a cama. Quero ser o tipo de amor da vida que tem os lençóis esticados.

Quero também que você saiba, mesmo que você ainda não saiba que sou eu, que estou disposta a ser o melhor amor da vida que você já teve. E, como sou eu, vai ser, porque eu luto pelas coisas até o último e a gente vai fazer acontecer. Eu quero te conhecer logo pra ver se nosso amor vai ser fácil ou desses que um precisa conquistar o outro e depois invertem-se os papéis.

Como eu sou o grande amor da sua vida, vou colocar os pés no chão e voltar a tomar os remédios que controlam a ansiedade pra não correr o risco de ter taquicardia e falta de ar do seu lado num dia desses quaisquer. Se bem que existe a possibilidade de nós sermos um desses amores da vida que se conhecem no avião, no metrô, no ônibus ou no meio da rua quando alguém passa mal de ansiedade e magicamente um estudante de enfermagem aparece para resolver a situação e trocam-se números de telefone e pronto: é assim que se conhece o amor da vida. Talvez eu precise ficar sem a medicação, mesmo.

Já que eu sou o seu amor da vida, queria te dizer que eu procurei o meu durante muito tempo. Desisti de procurar e bati um papo reto com o amor pra que ele saiba que eu sou melhor sendo quem vai atrás. Ele me fez prometer que eu seria o maior amor da vida que você teria e eu tenho feito o melhor possível pra ser como a Vanessa da Mata e te dar um amor desses de cinema quando você chegar. Porque eu sou o amor da sua vida, coloquei as coisas no lugar e esvaziei uma gaveta pra você colocar as suas. Quando me trombar por aí, pode ficar na tranquilidade: eu já arrumei tudo por aqui pra você se sentir em casa quando vier conhecer o seu amor.

Escrito por Gi Marques

A poesia da contradição escrevendo uma coletânea vitalícia de histórias que vivi e inventei.

  • Bianca Alves

    <3